Notícia

Shell apresenta nova linha de lubrificantes

Shell anuncia novidades na linha de lubrificantes que conta com a tecnologia PurePlus


Rede PitStop

A nova linha de lubrificantes lançada pela Shell, parceira da Rede PitStop, atende às mais modernas especificações do segmento: API SP e ILSAC GF-6. São três produtos de alta performance - Shell Helix Ultra 5W-30 API SP GF-6A, Shell Helix Protect 5W-30 e Shell Helix Power 0W-20 -, que têm como um dos diferenciais a tecnologia exclusiva PurePlus, responsável por ajudar a aumentar a vida útil do motor ao unir aditivos específicos a um processo que converte gás natural em óleo-base cristalino, com 99,5% de pureza, mantendo o motor similar ao de um veículo 0km em termos de limpeza.

O lançamento também reforça o compromisso da Shell com a sustentabilidade. Atualmente, todas as embalagens de lubrificantes de 1 litro, incluindo as da nova linha, têm na composição plástico produzido a partir da cana-de-açúcar, o que resulta em expressiva redução na emissão de CO2 durante o processo de produção desses itens. Além disso, a tecnologia PurePlus promove maior eficiência energética ao motor, reduzindo o consumo de combustível e emissões. A companhia trabalha em alinhamento com a ambição global de diminuir as emissões de gás carbônico pela metade até 2050 e, para isso, reavalia toda a sua cadeia de suprimentos, sempre com foco no melhor desempenho para os consumidores.

Mais sobre API SP e ILSAC GF-6
A classificação “S” da sigla API (que significa American Petroleum Institute, responsável pela especificação) indica que a categoria de aplicação é voltada para carros à gasolina, etanol e GNV. A letra “P” representa o mais recente nível de desenvolvimento do lubrificante no momento, ou seja, os óleos API SP são os que têm a formulação mais moderna.
Já a sigla ILSAC representa o Comitê Internacional de Padronização e Aprovação de Lubrificantes (em inglês, International Lubricants Standardization and Approval Committee), formado por fabricantes dos Estados Unidos e do Japão. A certificação estabelece níveis mínimos de desempenho para os óleos lubrificantes, considerando pontos como economia de combustível, volatilidade, oxidação, entre outros. Atualmente, a classificação mais avançada é o selo GF-6.

Fonte: Rede PitStop

28/08/2020

Avalie:

Comentários (0)

Enviar seu comentário