Notícia

Mitos e verdades sobre a troca do óleo em caminhões

Mobil, fábrica parceira da Rede Pitstop, esclarece dúvidas importantes para ajudar a identificar a hora certa da troca do óleo lubrificante em caminhões


Rede PitStop

A Mobil, fábrica parceira da Rede PitStop, conta com uma linha de produtos voltada especialmente para a linha pesada. E, por isso, traz algumas informações importantes para não deixar dúvidas na hora da troca do óleo lubrificante em caminhões. 

Um dos alertas é que uma lubrificação ineficiente pode causar danos simples, como redução de desempenho e aumento do consumo de combustível. Porém, pode levar a problemas sérios como fundir o motor.
- A cor do óleo pode servir como referência para saber a hora certa de trocar pela cor do óleo?

Mito. Todos os óleos escurecem com o tempo. Isso porque os dispersantes encontrados nos óleos lubrificantes fazem com que o produto fique escurecido, gerando essa aparência, que é totalmente normal. 

- Não se é recomendado misturar diferentes tipos de óleo?
Verdade. Ao misturar dois tipos de óleos, seja mineral, sintético ou com viscosidades diferentes, por exemplo, você irá comprometer peças e o motor. Se precisar completar, sempre siga a indicação do fabricante.

- Usar óleo lubrificante de qualidade ajuda a reduzir custos de manutenção?
Verdade. Lembre-se que a lubrificação incorreta pode causar danos graves ao veículo e ao motor.

- Posso variar o grau API se eu seguir a viscosidade recomendada?
Mito. Manter a viscosidade correta e o grau API inferior pode colocar em risco a vida útil do motor.

- Fumaça branca ou azulada saindo do escapamento é sinal de queima do lubrificante?
Verdade. Se isso ocorrer, é sinal de que o lubrificante deve estar passando pelos anéis de segmento já desgastados ou pode se tratar de um lubrificante inadequado. Por isso, a Mobil reforça a importância de fazer a manutenção do motor e utilizar o óleo lubrificante correto.

Fonte: Mobil 

08/06/2021

Avalie:

Comentários (0)

Enviar seu comentário