Notícia

Conheça os principais cuidados na hora da troca do filtro de ar

Fram, fábrica apoiadora da Rede PitStop, alerta que a troca do filtro de ar pode parecer simples, mas é preciso estar atento aos detalhes que podem gerar uma série de problemas

Rede PitStop

Os reparadores e donos de veículos sabem que é preciso substituir o filtro do ar depois de algum tempo. Na maioria das vezes, é um trabalho rápido e nem precisa de ferramentas. Mas a Fram, fábrica apoiadora da Rede PitStop, alerta que essa aparente facilidade pode criar uma série de problemas. Veja algumas dicas para evitar danos no sistema.

Intervalo de Troca
Um primeiro cuidado, que muitos ignoram, é sempre trocar o filtro do ar de acordo com os intervalos recomendados no manual do veículo, seja para uso normal ou severo. Na linha pesada, é comum existir no painel um alerta para indicar que o elemento está saturado. Quem adia a troca enfrenta problemas de dirigibilidade e ainda gasta mais com combustível e manutenção.

Atenção na Compra
É comum encontrarmos veículos usando filtros do ar incorretos. Seja por causa do preço ou daquela conversa de que “eu não tenho o modelo exato aqui, mas esse também serve”, vários motores acabam danificados. O sistema é projetado para trabalhar com máxima precisão. Qualquer diferença nas dimensões do elemento pode criar uma entrada de ar falsa.

Evite as Adaptações
Trocar o conjunto original do filtro do ar por outro modelo, como as versões “esportivas”, também não é recomendado. Esses produtos costumam oferecer menor restrição ao fluxo de ar, de forma a garantir mais potência. O problema é que o caminho mais fácil para conseguir esse ganho é utilizar materiais que filtram apenas as impurezas maiores.

Qualidade do Filtro
Muitas vezes, encontramos à venda elementos filtrantes que parecem iguais e têm preços bem diferentes. Isso acontece porque é possível fabricar um filtro com materiais de diversas qualidades. Mas um composto inferior não protege o motor da forma adequada. Grande parte da poeira acaba passando direto e age internamente como uma lixa.

Limpeza e Revisão
Além de usar o filtro correto e original, é preciso tomar uma série de cuidados na hora da instalação. O ideal é começar pela limpeza do alojamento. Como o sistema estará desmontado, nunca use jatos de ar, pois uma parte da sujeira pode acabar dentro do motor. Prefira um aspirador de pó (com bico e escova) e, para finalizar, um pano que não solte fiapos. 

Produto Descartável
Por último, outro ponto fundamental é evitar a famosa “limpeza” do filtro com o uso de compressores ou batendo o componente para tirar a poeira. Além de não ajudar em nada, esses procedimentos acabam rompendo a estrutura do papel. O elemento filtrante pode até parecer que ficou bem limpo, mas a sua capacidade de reter as impurezas estará comprometida.

Fonte: Rede PitStop

30/01/2019

Avalie:

Comentários (0)

Enviar seu comentário