Notícia

Conheça os componentes do sistema de freio a ar dos caminhões

Fras-le detalha as funções dos componentes do sistema de freio a ar dos caminhões para auxiliar na identificação de problemas e necessidade de manutenção

Rede PitStop

O sistema de freio a ar de caminhão tem uma série de componentes que devem estar em pleno funcionamento para garantir a sua segurança ao conduzir. É importante conhecer um po pouco mais sobre o sistema para identificar problemas e prestar atenção à necessidade de manutenção das peças. A Fras-le, fábrica apoiadora da Rede PitStop, traz os componentes do sistema e suas funções para ajudar a conhecer mais sobre o freio a ar do caminhão.

- Compressor de ar
Esse é o componente principal para o funcionamento do sistema de freio a ar do seu veículo pesado. É ele que mantém o nível de pressão de ar necessário para que a parada ocorra sempre que você precisar.
Em geral, com algumas diferenças entre um modelo e outro, o compressor usa uma correia ou uma engrenagem para seu acionamento. Já para que seja resfriado, pode ser usado um sistema de refrigeração do motor ou ar.
Esse compressor é ligado sempre que o caminhão entra em movimento. O ar em seu reservatório é, então, carregado e descarregado, conforme a sua necessidade, bombeando o ar para os reservatórios e os cilindros.

Aqui, vale a pena dar atenção ao tipo de sistema que seu veículo utiliza. Se for refrigerado por um sistema do motor, será preciso verificar o suprimento de óleo e de filtragem dele para que funcione regularmente.

- Reservatórios do sistema de freio a ar
Os caminhões e ônibus, que são considerados veículos pesados, têm reservatórios com ar comprimido para que ele seja armazenado até que haja necessidade de utilizá-lo para uma frenagem. Esses tanques, por sua vez, contêm as válvulas de drenagem, que se abrem para retirada de umidade ou de partículas poluentes, garantindo mais pureza ao ar do sistema.

- Válvula de pé
Trata-se do pedal ao qual já estamos acostumados, responsável, no caso do sistema de freio a ar do caminhão, por determinar a pressão que será usada no momento em que for preciso frear. Quanto mais forte pisar no pedal, mais ar será enviado ao sistema.

É preciso cuidado, pois leva um tempo para que o ar comprimido preencha novamente o compressor, o que pode levar a uma falha no sistema. Por isso, é preciso que o caminhoneiro passe por um treinamento para uso dele.

- Pastilhas de freio
São também chamadas de câmaras, responsáveis por transformar o ar comprimido em força mecânica para acionar os freios e fazer as rodas pararem de girar com segurança.

As pastilhas devem ser revisadas regularmente, com periodicidade que, certamente, você encontrará no manual do proprietário. Com a manutenção preventiva, o pistão poderá funcionar normalmente, evitando falhas no sistema.

- Tambores de freio e sapatas
São essas peças que causam o atrito necessário para a frenagem. Em alguns modelos, a função também pode ser das pastilhas. Quando o pedal é acionado, os tambores e as sapatas são forçadas para fora, fazendo com que o sistema de freio a ar comece a funcionar.

A consistência das sapatas é reforçada pelo forro de freio afixado nelas, regulando, inclusive, a temperatura. Esse revestimento também deve ser trocado de tempos em tempos, por isso, observe se o seu mecânico de confiança está fazendo a checagem necessária.

- Como saber se há desgaste nos componentes?
O sistema de freio a ar pode apresentar alguns sintomas de que algo está errado e isso deve ser observado pelo motorista para garantir a sua segurança. Portanto, ao perceber que há qualquer indício de falha, o ideal é levar o veículo à oficina o quanto antes.

Quer saber quais são os sintomas normalmente relacionados à frenagem? Preste atenção às dicas:

• Quando você freia, o caminhão tende a virar para um dos lados da pista: esse pode ser um sinal de que as pinças estão oxidadas ou com algum outro defeito. Também pode ser que as mangueiras estejam entupidas, que as pastilhas estejam desgastadas ou que os discos estejam empanados;
• Freou e ouviu um ruído diferente? Pode ser desgaste tanto na lona quanto nas pastilhas ou superaquecimento no sistema;
• Se os pedais estiverem vibrando mais do que o normal, o disco ou o tambor pode estar deformado;
• Pode haver problema se o pedal estiver muito duro, também;
•Vazamento de fluido pode ser detectado se o pedal do freio estiver muito baixo;
•No painel, a luz de freio acesa indica que pode haver alguma falha, em especial, se for associado ao pedal baixo.

Fonte: Fras-le

21/12/2021

Avalie:

Comentários (0)

Enviar seu comentário