Notícia

AutoShine traz dicas para aplicação das ceras automotivas

Fábrica parceira da Rede PitStop, a AutoShine reforça que encerar o carro é tão fundamental quanto realizar a lavagem periódica

Rede PitStop

Uma dúvida muito comum entre os amantes de carros é sobre a cera automotiva. Muitas perguntas como, quando usar, como aplicar, quais tipos e quais benefícios a cera automotiva proporciona para o carro, são levantadas em questão. Por isso, a AutoShine, fábrica parceira da Rede PitStop, responde a essas dúvidas para deixar o carro mais bonito e, principalmente, mais protegido.

Encerar o carro é tão fundamental quanto realizar a lavagem periódica. Em tempos de risco de racionamento é possível recorrer à lavagem a seco, porém o enceramento dispensa uso de água e não tem restrição.

A cera ajuda a proteger o verniz até a última camada que dá brilho à pintura automotiva. Se ela ficar exposta ao sol sem proteção, tende a ficar ressecada, opaca, e estragar aquele brilho reflexivo do carro. É igual à pele humana, e precisa de "hidratação" a cada 30 dias para veículos que ficam expostos ao tempo ou a cada 45 ou 60 dias em carros de garagem ou que ficam em locais cobertos.

Dentre as ceras mais utilizadas e que devem ser aplicadas em seu veículo, estão: As ceras automotivas, ceras em pastas e a cera líquida.

Ceras automotivas: É importante destacar que elas servem para proteger o seu carro, não apenas para deixá-lo bonito e brilhoso. Dependendo da cera automotiva, ao realizar a aplicação, a pintura do carro ganha proteção contra arranhões superficiais, bem como da sujeira, além de proteger de possíveis manchas, caso a limpeza do carro seja realizada com a devida frequência.

Já as ceras em pastas, normalmente é mais conhecida pelos apaixonados por carros e aqueles que possuem carros com pinturas premium ou personalizadas.  Devido ao grau maior de complexidade na sua aplicação, muitos motoristas escolhem realizar a aplicação da cera automotiva em pasta em oficinas especializadas.

Por fim, a cera líquida contém menos solvente e pode ser aplicada de forma mais frequente na pintura. Também remove riscos mais superficiais e ajuda a repor a proteção do verniz. O método de aplicação é o mesmo da cera em pasta, e a remoção pode ser feita com microfibra. Pode ser usada uma vez por mês.

Independente de qual cera você for utilizar, lembre-se que é muito importante realizar a aplicação da cera automotiva de forma correta! Certifique-se que a limpeza do carro foi feita corretamente e que ele está seco e frio.

Aplique a cera com os materiais adequados (panos de microfibra para ceras líquidas e esponjas ou algodão para ceras em pasta). Realize sempre movimentos circulares suaves. Não utilize mais cera do que o necessário. O excesso de cera pode gerar manchas e acelerar a remoção do verniz da pintura.

Fonte: Autoshine

04/05/2021

Avalie:

Comentários (0)

Enviar seu comentário