Notícia

Superaquecimento pode ser causado por ar no sistema de arrefecimento

A Radiex, parceira da Rede PitStop, alerta que uma das causas do superaquecimento do veículo pode ser a presença de ar no sistema de arrefecimento e explica como resolver o problema

Rede PitStop

O superaquecimento do veículo pode ser causado por uma série de problemas. Mas se a manutenção está em dia, aditivo em proporção correta, sem vazamentos ou problema na bomba d’água, o que pode estar acontecendo? A Radiex, parceira da Rede PitStop, alerta que, neste caso, o problema pode ser a presença de ar no sistema de arrefecimento.

A entrada do ar no sistema pode ser resultado de troca de peças ou manutenções caseiras, nas quais o motorista faz a substituição da água ou aditivo sem ter os cuidados recomendados. De qualquer forma, ao se deparar com este problema é importante realizar o processo de retirada do ar, já que o superaquecimento traz sérios danos ao motor.

A retirada do ar do sistema deve ser feito sempre por profissional qualificado. Ele deve retirar a mangueira de suspiro, completar com água o sistema até perceber que pela mangueira sai apenas a água colocada. Na sequência, deve-se recolocar a mangueira e reabastecer o sistema com a solução adequada (água e aditivo). Feito isso, o motorista deve usar o carro e verificar se o problema está resolvido com a indicação da temperatura adequada.

Sempre é bom lembrar que não se deve colocar apenas água no sistema. As soluções trazem composição adequada para o resfriamento do sistema e para a preservação de peças. É recomendável a troca do aditivo do radiador a cada 30 mil km ou 12 meses. 

Fonte: Rede PitStop

15/01/2018

Avalie:

Comentários (0)

Enviar seu comentário