Notícia

Inspeções periódicas da bateria garantem partidas eficientes e imediatas

Heliar, parceira da Rede PitStop, aconselha inspeções periódicas na bateria assim como são conferidos o nível de óleo, a pressão dos pneus e a água do radiador

Rede PitStop

Projetada para garantir partida imediata do motor, fazer funcionar todo o conjunto de dispositivos elétricos e eletrônicos e por ser um item de desgaste do veículo, a bateria precisa de inspeção periódica. A Heliar, parceira da Rede PitStop, sugere que os consumidores incluam a bateria nas atenções que normalmente dedicam ao nível de óleo do motor, à pressão dos pneus e, nos carros flex ou a etanol, ao reservatório do sistema de partida a frio.

O ideal é que seja feita uma verificação a cada três meses, principalmente após o primeiro ano de uso. É necessário tomar cuidados para que a bateria tenha durabilidade e bom funcionamento e, quando precisar ser substituída, o proprietário do veículo deve optar por um modelo que tenha a mesma capacidade de armazenamento de energia do produto original e evitar produto com características elétricas inferiores ao especificado no manual do proprietário.

Para garantir maior durabilidade da bateria e partidas eficientes, a Heliar traz as seguintes recomendações:

A principal função da bateria é a partida e, por isso, quando o motor do veículo estiver desligado, deve-se evitar o uso prolongado do sistema de som, faróis acesos ou lâmpadas ligadas em seu interior. Também é importante, ao instalar dispositivos de segurança (alarmes e rastreadores), que sejam de boa procedência. Esses equipamentos exigem muita energia elétrica da bateria, descarregando-a rapidamente.

Verificar os terminais dos cabos ligados aos polos da bateria, que devem estar bem conectados, limpos e sem a utilização de graxa.

Não deixar a bateria solta ou mal fixada em seu compartimento, para evitar desgaste das placas por causa da perda do material ativo, que armazena energia.

Proprietários que utilizam o carro em curtos trechos (menor que 10 minutos) devem realizar inspeção em períodos mais curtos e, se for preciso, submeter a bateria a uma carga lenta para reposição da energia despendida. Isso porque o funcionamento do motor em trechos tão pequenos não repõe a energia consumida no momento da partida. 

Como a reposição exige o funcionamento do motor por um tempo maior, o uso frequente do veículo em curtos períodos contribuirá para a descarga total da energia da bateria.

Fonte: Rede PitStop

04/04/2018

Avalie:

Comentários (0)

Enviar seu comentário