Notícia

Cuidados especiais com a correia dentada evitam prejuízos e panes

A Mobil, parceira da Rede PitStop, alerta para os cuidados com a correia dentada, nos veículos que contam com este item. O descuido pode trazer graves prejuízos

Rede PitStop 
Os motoristas, muitas vezes, são pegos de surpresa com uma pane no motor do veículo e não sabem o real motivo do problema. E ele pode ser pior do que se imagina. A Mobil, parceira da Rede PitStop, alerta que é preciso ter muito cuidado com o motor, realizando as trocas de óleo dentro dos prazos indicados, e para modelos que contam com correia dentada é preciso ter uma atenção especial com esse importante item.

No caso do motor contar com a correia dentada, recomenda-se fazer a troca da mesma de acordo com o manual do veículo. Esse intervalo varia de acordo com marca/modelo e projeto de motor, sendo mais comum entre 60.000 km e 120.000 km. Em caso de uso severo, como uso intenso em trânsito pesado, o intervalo de troca diminui.

A correia dentada é a mais conhecida e a mais importante entre as correias que fazem parte de outros sistemas dos veículo. Ela liga o eixo-comando de válvulas ao virabrequim do motor, sincronizando-os e fazendo com que as válvulas de admissão e de escapamento se abram e fechem no momento exato. Caso ela arrebente, o carro não funcionará mais. E em caso de rompimento com o motor em funcionamento há risco de danificar peças do motor. Por isso, é importante que o motorista faça a revisão do conjunto de seis em seis meses ou a cada 10 mil quilômetros. 

Fonte: Rede PitStop

09/08/2017

Avalie:

Comentários (0)

Enviar seu comentário